Desça a página

Ricardo Bonadio, 47 anos é produtor, compositor, músico e empresário musical.

Experiente profissional do mercado fonográfico brasileiro tem em seu currículo a descoberta de grandes nomes da música e a produção de artistas de expressiva vendagem como Mamonas Assassinas, Charlie Brown Jr., Tihuana, CPM22, Los Hermanos, Ultraje a Rigor, Planta & Raiz, Luiza Possi, Rouge, Br’oz, IRA!, NX Zero, Fresno, Titãs, Mr. Catra, Biel, Sérgio Reis, Roberta Miranda entre outros.

Foi diretor geral da Virgin Records Brasil no período de janeiro de 1997 até abril de 2001, sendo responsável pelas áreas: Artística / Marketing Nacional e Marketing Internacional, onde dirigiu o desenvolvimento, no Brasil, de artistas como Backstreet Boys, Spice Girls, Britney Spears, Manu Chao, Lenny Kravitz, The Rolling Stones.

Afastou-se da Virgin com o objetivo de dedicar-se a produção de discos e empresariar artistas. Criou o selo Arsenal Music e a empresa Arsenal Eventos, vendeu o selo para a Universal Music e hoje dirige seu novo selo o Midas Music e seu estúdio de produção e gravação, o Midas Studios em São Paulo, hoje um dos maiores estúdios de gravação da América Latina. (www.midasstudios.com.br)

Participou como jurado das duas edições do programa Popstars ( SBT ), sendo o produtor do projeto e dos discos das bandas selecionadas: “Rouge” (2002) e “Br’oz” (2003), que atingiram uma enorme popularidade e vendagens bastante expressivas, o primeiro álbum do grupo “Rouge” obteve vendagem superior a 1.000.000 (Um milhão de cópias) em 2002, único lançamento no Brasil a atingir esta marca no referido ano. Também como jurado e diretor artístico musical participou do projeto Country Star (BAND) que teve como vencedora a artista Nathália que estourou com seu primeiro single “Você me ensinou amor” de autoria de Rick e Eric Silver.

Na TV comandou o quadro “Olha a minha banda” no Caldeirão do Huck na TV Globo, e criou o primeiro reality show dentro de um estúdio de gravação: o Fábrica de Estrelas, que foi ao ar pelo Multishow em 2013. Exibido semanalmente, a atração mostrava o dia-a-dia de seu trabalho como empresário e produtor, os bastidores dos estúdios Midas e paralelamente, mostrava a seleção de garotas para uma nova girlband que se chamou Girls. Escolhidas as meninas, ao final do programa formaram o grupo GIRLS.

Produziu e compôs as músicas da trilha sonora e dirigiu os shows de Floribella e Rebeldes, novelas infanto juvenis que foram em sua parte musical grandes fenômenos do mercado fonográfico nos últimos tempos.

Rick coleciona a marca impressionante de 5 Grammy Latinos como produtor dos álbuns:

Charlie Brown Jr – Tamo Aí na Atividade / CPM22 – Cidade Cinza / Titãs – Sacos Plásticos / NX Zero – Agora / Charlie Brown Jr – Camisa 10 Joga Bola Até na Chuva.

Como compositor alcançou o primeiro lugar em arrecadação de direitos autorais segundo o ECAD no segundo semestre de 2007 e até hoje figura entre os 10 primeiros da lista.

Atualmente Rick está trabalhando com os artistas Marco Luque, banda DNaipes e o projeto vocal da atriz Mariana Rios.

Em 2016, ano em que completou 30 anos de carreira, recebeu o convite para ser o jurado produtor do projeto televisivo X- Factor, coproduzido pela Band, TNT e FremantleMedia e o lançou sua biografia, escrita em parceria com o jornalista musical Luiz Cesar Pimentel.

Nesse ano, Rick já produziu o álbum “Marcianos”, de Kell Smith, “EP 2017”, de Vitor Kley e o 1o.  álbum homônimo de Cristopher Clark, grande vencedor do reality X – Factor. Além disso, produziu o EP “Maravilhosa” da Ravena. É o primeiro trabalho da girl band formada por Jackie Oliveira, Julia Rezende e Lais Bianchessi, também ex-participantes do X-Factor, que, por intermédio de Rick, se uniram e agora compõem o trio.